g2h

level

quarta-feira, 4 de julho de 2018

Nadador que virou ator

Nadador que virou ator pessoas jovens não o conhecem os mais velhos o admiravam.


É o caso de Johnny Weismuller ex-nadador, interpretou o primeiro Tarzan dos cinemas, em 1932.

Johnny Weissmuller, famoso por interpretar Tarzan, o personagem de ficção criado pelo escritor
estadunidense Edgar Rice Burroughs.
Nasceu em 2 de junho de 1904, Freidorf, Romênia
Morreu em 20 de janeiro de 1984, Acapulco, México

Filho de Petrus Weiszmueller e Ersebert (Elisabetha) Kersch .
Aos doze anos de idade, Johnny saiu da escola pública e, para ajudar nas despesas da família,
trabalhou como mensageiro de hotel e depois como ascensorista, freqüentando, nas horas vagas,
uma escola de natação. Em 1916, ele entrou para a equipe de natação da YMCA (Young Men’s Christian Association).
Pouco tempo depois, encontrou o homem que mudaria sua vida: o técnico “Big Bill” Bachrach, principal treinador do
Illinois Athletic Club de Chicago. Johnny começou seu treinamento sob as ordens de Bachrach em outubro de 1920
Johnny incorporou o melhor de cada um desses estilos e se preparou para a Olimpíada.

Durante alguns mêses de 1922 e de todo o ano de 1923, Johnny venceu prova após prova.
Ele estava em ótima forma, porém sua grande preocupação era com a Olimpíada,
que se realizaria em Paris. Havia um sério problema. Para integrar a equipe olímpica dos Estados Unidos
seria preciso comprovar a cidadania americana, apresentando uma certidão de nascimento válida.
Johnny não possuía tal documento.

Então ele e sua mãe, com a conivência do irmão Peter, armaram um plano: os dois irmãos trocariam suas identidades, mediante uma falsificação. Dessarte, Peter passou a ser o estrangeiro e, por necessidade, o irmão mais velho de Johnny.

Na Olimpíada de 1924, Johnny Weissmuller ganhou medalhas de ouro nos 100 e 400 metros em estilo livre, e uma terceira medalha de ouro integrando a equipe de revezamento para os 800 metros. O Presidente da França ofertou-lhe uma medalha especial como reconhecimento pela sua incomparável performance.

No seu retorno aos Estados Unidos, Johnny. descobriu que havia se tornado uma celebridade.
Johnny foi apresentado a um homem chamado Sol Lesser, que o ignorou completamente.
Lesser estava tentando convencer Fairbanks a realizar um projeto de filme baseado em Tarzan of the Jungle de Edgar Rice Burroughs porém,. Fairbanks não estava interessado. De repente, Fairbanks olhou para Johnny e disse:
“E este rapaz? Seu nome é Johnny Weissmuller, ele é um ídolo nacional da natação, e até que se parece com Tarzan, você não acha?”.Lesser se virou e olhou realmente para Johnny pela primeira vez. “Acho que não”, respondeu Lesser.
“O que precisamos para este papel é de um astro!”. Assunto encerrado. Seis anos mais tarde, a MGM implorou a Johnny Weissmuller para assinar um contrato para interpretar o papel principal de Tarzan, o Filho das Selvas, mas ele recusou.

Na Olimpíada de 1928, em Amsterdam, Johnny ganhou mais duas medalhas de ouro para a equipe dos Estados Unidos e
foi recebido com todas as honras em Nova York. O prefeito Jimmy Smith lhe entregou as chaves da cidade, mas ele
não teve tempo de passear por Manhattan como desejava, porque o treinador Bachrach levou-o logo para o Japão,
a fim de competir com os japoneses. Poucos dias antes do evento, Bachrach ficou sabendo de que os japonêses
treinavam na água fria e assim planejavam aumentar suas chances de vitória enchendo a piscina com água gelada.
Bachrach  tornou essa ameaça inofensiva, obrigando Johnny a sentar numa banheira de água gelada, até se acostumar com a baixa temperatura. Ele venceu todas as provas.

Johnny deixou a natação competitiva em 1929 e passou a fazer exibições ou a dar aulas em hotéis da Florida em troca de hospedagem e refeição. Ele participou – ao lado de outros atletas das piscinas – de um curta-metragem de onze minutos, Crystal Champions (Dir: Jack Eaton), produzido por Grantland Rice. Posteriormente assinou, por intermédio de Bachrach, um contrato com a BVD (Bradley, Voohries, and Day), uma firma que vendia maiôs.
Johnny funcionou como representante dessa firma, atuando em espetáculos de natação, comparecendo a programas de entrevistas no rádio, dando autógrafos, e distribuindo folhetos de promoção dos produtos. Johnny escreveu um pequeno livro autobiográfico com Clarence A. Bush, Swimming the American Crawl, e dedicou a obra para William Bachrach e os membros do Illinois Athletic Club. Ele trabalhou para BVD por cerca de dois anos e nunca
imaginou que pudesse ganhar tanto dinheiro.

Entretanto, quase perdeu o emprego, por ter feito uma breve aparição num filme da Paramount chamado
A Glorificação da Beleza.

Johnny foi chamado pela MGM para assinar um contrato de sete anos com o salário inicial de 250 dólares semanais
 com promessa de aumento, que iria chegar a mais de dois mil dólares por semana.
 Ele estava prestes a pôr sua assinatura no contrato quando um dos executivos disse: “Ah, há uma  pequena condição da qual você deve estar ciente”. “E qual é esta condição?”. “Você deve se livrar de sua mulher. Não podemos ter um homem casado no papel de Tarzan. Aceita ou não aceita?”. Para surpresa dos executivos, Johnny foi embora de novo.
No dia seguinte, ele foi chamado ao estúdio e assinou o contrato. Ainda estava casado.



Pesquise no Google

Receba postagens por Email. Após colocar seu email procure sua caixa de entrada mensagem e confirme

Postagens populares

Google+ Followers

Google+ Badge

Pesquise no Google